Trabalhadores vão às ruas de Salvador contra retirada de direitos

 

O dia 5 de dezembro foi marcado por protestos em diversas partes do Brasil contra a Reforma da Previdência e a retirada de direitos trabalhistas promovida pelo atual governo. Em Salvador, trabalhadores de diversos setores, centrais sindicais, representantes dos movimentos sociais e estudantil, além de lideranças políticas, realizaram um protesto pela manhã em frente ao Shopping da Bahia. A tarde, as ruas do centro da cidade foram tomadas por uma multidão que cobrava a saída do presidente Temer.

O presidente do PCdoB Salvador, Everaldo Augusto, destacou o papel do partido no atual momento do país. “Estão retirando os direitos dos trabalhadores, estão querendo acabar com a Previdência Social e com a aposentadoria. E nestes momentos dramáticos não podemos nos afastar das ruas. Por isso o PCdoB está nas ruas com os movimentos sociais, sindicais, estudantis e com o povo negro para dizer que vamos vencer, que o Brasil será reconstruído. Que vamos retomar o crescimento econômico, a distribuição de renda e a valorização do trabalho.”

Pascoal Carneiro, presidente da Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil na Bahia (CTB-Ba), criticou a reforma.”Essa reforma é danosa, agrava ainda mais as desigualdades entre ricos e pobres, tira o direito de aposentadoria de milhões de trabalhadores, deforma a ideia de proteção e solidariedade do sistema previdenciário brasileiro”.

De acordo com a CTB pelo menos 15 estados realizaram manifestações, entre eles: São Paulo, Rio de Janeiro, Sergipe, Bahia, Maranhão, Piauí, Amapá, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Pará, Minas Gerais, Distrito Federal, Roraima, Amazonas e Goiás.

 

Textos Relacionados
Deixe seu recado