Ação da Setre distribui mais de 400 mil máscaras de proteção no estado

Em mais uma medida de combate à pandemia do Covid-19, o Governo do Estado, por meio da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), entrega a partir desta quarta-feira (10/08), mais 400 mil máscaras de tecido reutilizáveis para prefeituras e instituições sociais de municípios das regiões sul, sudoeste e norte da Bahia, além da Região Metropolitana de Salvador (RMS).

As entregas acontecem sempre nos Centros Públicos de Economia Solidária (Cesol) e começam em Itabuna, contemplando também as cidades de Ilhéus, Uruçuca, Camacan e Gongogi. Na sexta-feira (12), será a vez de Lauro de Freitas receber os equipamentos de proteção individual, às 12h.

Em Vitória da Conquista, as máscaras serão entregues na segunda-feira (15), às 9h. Na oportunidade, serão beneficiadas ainda as cidades de Caetanos, Licínio de Almeida, Ibicuí, Brumado, Caetité, Guanambi, Palmas de Monte Alto e Tanhaçu. Em Juazeiro, por sua vez, a ação será realizada na terça-feira (16), às 9h, e inclui os municípios Campo Alegre de Lourdes, Uauá, Sento Sé, Sobradinho e Chorrochó.

As máscaras foram produzidas por 600 trabalhadores de corte e costura, que fazem parte do projeto “Trabalhando em Rede no Combate ao Coronavírus”. Com um investimento de R$ 3,6 milhões do Fundo de Promoção do Trabalho Decente (Funtrad), a iniciativa prevê a produção de 2 milhões de máscaras.

“O projeto tem como objetivos a geração de renda para profissionais do segmento têxtil, que tiveram suas atividades afetadas pela crise sanitária, e a proteção de trabalhadores de áreas essenciais, grupos de risco e pessoas mais vulneráveis, como idosos, população em situação de rua, quilombolas e indígenas, através da distribuição gratuita de máscaras”, destaca o titular da Setre, Davidson Magalhães.

A produção acontece em quatro polos distribuídos no território baiano, sob a coordenação de Organizações da Sociedade Civil (OSC) responsáveis pela contratação de profissionais, pagamento da bolsa-produção, aquisição de insumos e acompanhamento de todas as etapas da atividade. No Litoral Sul, o trabalho é executado pela Associação Beneficente Josué de Castro; na RMS, pela Associação Central de Cidadania; no Piemonte Norte do Itapicuru e no Sertão do São Francisco, pela Comunidade Cidadania e Vida; e no Sudoeste, pelo Instituto Integrado e Formação Casa da Cidadania.

Fonte: Ascom/Setre

Textos Relacionados
Deixe seu recado