Ato em Salvador critica proibição de comida animal sagrada em cultos

A capital baiana terá, nesta quarta-feira (08/08), uma manifestação contra as tentativas de proibição da sacralização de animais para fins alimentícios em cultos sagrados, especialmente nas religiões de matriz africana. O Ato Pelo Justo Direito de Alimentar e Celebrar o Sagrado acontece na Praça Municipal, a partir das 17h.

O protesto foi motivado pela pauta da proibição no Supremo Tribunal de Justiça (STJ), através do Recurso Especial nº 494601. Segundo os organizadores, o ato pretende denunciar que se trata de racismo sobre as religiões de matrizes africanas e uma consequência da intolerância e o ódio religioso crescentes na sociedade brasileira.

“A proibição visa exclusivamente essas religiões, excluindo a interdição a muçulmanos e judeus que tem hábitos de alimentação tradicional sagrada semelhantes e movimentam comercialmente abatedouros e frigoríficos especializados em abate de cunho religioso, sendo o Brasil campeão dessas exportações”, diz uma nota da organização.

Manifestações acontecerão no mesmo horário e em todo território brasileiro, incluindo atos e caminhadas. “O povo de terreiro ganhará as ruas para dizer ao mundo que este ato é acima de tudo pela vida e pela manutenção das tradições dos povos das religiões afro-brasileiras”, conclui a nota.

Textos Relacionados
Deixe seu recado