CNBB pede que fiéis analisem se candidatos defendem democracia

O secretário-geral da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Leonardo Steiner, pediu aos eleitores católicos que, neste segundo turno das eleições, a escolha do presidente seja baseada na preservação da democracia. O pedido de Steiner foi feito em uma entrevista ao portal UOL publicada na última segunda-feira (08/10), e representa um posicionamento da entidade.

“Não podemos votar com o coração cheio de ódio, nem pensando que vamos mudar o Brasil de uma hora pra outra: não existem salvadores da pátria, mas uma democracia que precisa ser permanentemente construída”, defendeu Steiner. Para ele, esse é um tema que pode ser abordado durante as celebrações, de modo que não aconteçam manifestações a respeito de candidaturas específicas ou partidos políticos.

O dirigente da CNBB explicou que os padres não podem, pela legislação, defender um ou outro candidato, mas podem falar sobre a importância da preservação da democracia. “Temos duas candidaturas à Presidência, mas somos a favor é da democracia”, disse.

“O que pedimos é que o eleitor católico observe se os candidatos pregam mais ou menos democracia. Se buscam a convivência fraterna com base na educação, no respeito e na justiça social, ou não”, disse o religioso.

Textos Relacionados
Deixe seu recado