Daniel denuncia cortes nos recursos de emendas feitas pela Bancada da Bahia

O coordenador da Bancada Federal da Bahia na Câmara dos Deputados, o deputado federal Daniel Almeida (PCdoB), usou a tribuna do plenário, nessa quarta-feira (11), para criticar os cortes anunciados pelo Governo Federal em relação ao Projeto de Lei do Congresso Nacional – PLN 18. O projeto de lei prevê o reforço dos recursos destinados a cinco Ministérios: Saúde, Desenvolvimento Regional, Cidadania, Agricultura e Defesa. Para que isso ocorra, entretanto, foram canceladas dotações de 11 pastas. No Ministério da Educação, o saldo líquido das reestruturações representa uma redução de R$ 926,5 milhões nas verbas.

O parlamentar baiano denuncia que serão retirados 111 milhões das emendas feitas pela Bancada da Bahia. “A Bahia é um Estado muito carente que tem sido discriminado, inclusive poucos recursos têm chegado. Nem os recursos que já estão comprometidos, objetos de contratos, de obras já realizadas, o Governo Federal tem repassado. Esse montante já ultrapassa 500 milhões de reais”, alertou Daniel.

Durante o pronunciamento, Daniel Almeida explicou que as verbas oriundas de emendas parlamentares são destinadas para atividades fundamentais. “O Governo Federal quer tirar mais de 16 milhões que a Bancada da Bahia destinou aos Institutos Federais e Universidades Federais da Bahia, que atualmente vivem no estado de penúria e precisam de mais recursos. Também tentam retirar mais de 24 milhões destinados ao Corpo de Bombeiros e mais de 8 milhões da adutora que levará água do Rio São Francisco, da Lapa para o Riacho de Santana e Igaporã”, afirmou.

Informações: Assessoria/Daniel

Textos Relacionados
Deixe seu recado