Davidson: É hora de enfrentar as fake news nas redes e nas ruas

O presidente estadual do PCdoB na Bahia, Davidson Magalhães, acredita que é preciso enfrentar, nesta reta final da campanha do segundo turno, a indústria de mentiras que sustenta a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL), como revelou o jornal Folha de São Paulo, na semana passada. Para Davidson, a hora é de agir para desmentir as fakes news criadas e espalhadas por empresários apoiadores de Bolsonaro contra o PT e Fernando Haddad (PT).

“Vamos fazer o contraponto nas redes e nas ruas, para que a nossa população não seja enganada, para que a população entenda qual é essa realidade da disputa política que está em jogo no Brasil”, defendeu o presidente do PCdoB-BA. Ele inclui entre os meios propagadores de mentiras, não só as redes sociais, mas também as mídias tradicionais, porque “há também veículos da grande mídia a serviço desse projeto”.

A tática de apresentar a verdade contra as fake news sobre Haddad e o PT deve se concentrar, também, em desmistificar a ideia de que Bolsonaro é um candidato honesto. “Há um sentimento de virada a partir dessa denúncia sobre as fake news, porque setores da sociedade estavam iludidos com esse fascista, iludidos com a integridade moral desse cidadão, que, sabemos, não tem integridade moral nenhuma”, continuou Davidson.

Davidson, que já foi colega de Bolsonaro na Câmara dos Deputados, explica que, portanto, o candidato do PSL é uma fraude. “É um cara que usa recursos públicos, como os do auxílio-moradia, mesmo tendo moradia em Brasília, que o filho alugou o próprio carro para a campanha eleitoral, que fez fortuna na vida pública. Como a família de um militar pôde amealhar esse patrimônio enorme? Como diz a gíria: é um santo de pau oco”.

Manifestações
Os protestos contra Bolsonaro e a favor da democracia no Brasil, no último sábado (20/10), depois do escândalo das fake news, deram um ânimo à campanha de Fernando Haddad, porque demonstraram a garra da militância para fazer a virada nesta semana, segundo o presidente do PCdoB-BA. “Nós precisamos, efetivamente, jogar duro para fazer essa virada”, finalizou.

Textos Relacionados
Deixe seu recado