Deputados do PCdoB-BA repudiam invasão de hospital por bolsonarista

Na última quarta-feira (17/06), o deputado estadual Capitão Alden (PSL-BA) virou notícia ao invadir o hospital de campanha de Riverside, em Lauro de Freitas (BA). O ato aconteceu uma semana depois de Jair Bolsonaro incentivar a invasão de hospitais destinados ao tratamento de pacientes com coronavírus em uma de suas transmissões ao vivo.

Alden chegou à unidade de saúde acompanhado de seguranças e aparentava estar armado. Ele, que é policial militar, também ameaçou dar voz de prisão aos funcionários. Deputados do PCdoB condenaram a ação do parlamentar estadual e defenderam punição pelo ato.

“Condeno com veemência a invasão de uma unidade de saúde para tratamento do coronavírus por este deputado estadual. É um crime que se comete, colocando em risco a vida das pessoas, desrespeitando as pessoas que estão internadas e seus familiares, os profissionais de saúde, ameaçando, inclusive, esses profissionais. É um crime e é preciso da punição, tanto do ponto de vista criminal, como do ponto de vista político, pois cabe à Assembleia Legislativa tomar medidas contra essa ação”, afirmou o deputado Daniel Almeida (BA).

A deputada Alice Portugal (BA) também comentou o assunto e reforçou a que invadir e estimular a invasão são crimes. “Invadir hospitais é crime e estimular também! Um desrespeito e um risco para quem está trabalhando e para quem está sob cuidados médicos. Minimizar a pandemia do coronavírus e desconsiderar evidências científicas é mais uma demonstração de ignorância desse governo genocida”, afirmou a parlamentar.

Deputada estadual como Alden, Olívia Santana classificou o ato como vexame, irresponsabilidade e absurdo. “Eles invadem unidades e tiram o sossego da equipe médica, desestabilizam os trabalhadores, num total desrespeito aos que trabalham para salvar vidas e aos pacientes que estão lutando pra sobreviver a essa doença terrível. Esta é mais uma estratégia nefasta de mobilizar a atenção da mídia e da sociedade, para o negacionismo, a negação do vírus, a subestimação de um gravíssimo mal que tem matado milhares de pessoas”, disse.

 

Com PCdoB na Câmara

Textos Relacionados
Deixe seu recado