Luciano Siqueira: Imprevisibilidade em terreno movediço 

Nova série de revelações do site Intercept_ Brasil, envolvendo Sergio Moro e Deltan Dellagnol, reforçam a percepção de que não se trata de “traquinagem” de hackers, mas iniciativa de alguém ou de algum grupo de dentro das estruturas do aparato policial-judiciário golpista. Gente que tem acesso às informações sem necessariamente usar de ardis tecnológicos.

Pelo andar da carruagem, o comportamento defensivo do ex-juiz Sérgio Moro, ora reclamando de hackers, ora admitindo a autenticidade de trechos das conversas revelados, esbarra contra a parede e não o salvará.

Também a repercussão internacional do caso tende a enfraquecer gradativamente a dupla Moro-Dellagnol e a própria Operação Lava Jato.

E, por consequência, a pressão pela nulidade dos processos contra o ex-presidente Lula, que colide com os interesses do Judiciário, tanto do STF e do STJ como de instantâneas intermediárias, que se a sua imagem também corroída e deseja se preservar.

De outra parte, supõe-se que uma eventual libertação de Lula contrariaria a cúpula das Forças Armadas, temerosas quanto à consequências políticas que poderia ter.

Concomitantemente, a crise multifacetada em que o país está mergulhado deve se agravar, configurando ambiente social potencialmente explosivo. Cerca de 60 milhões de brasileiros estão endividados e 30 milhões penam na busca de emprego.

Mais: a mobilização social em defesa da Previdência social e da Educação pública tende a se expandir.

Já no parlamento, trincheira onde obrigatoriamente o governo tem que aprovar sua agenda ultraliberal, a suposta base governista segue confusa e fluida, abrindo brechas para que a oposição obtenha vitórias parciais.

Assim, sob o impulso das revelações do Intercept_ Brasil, a cena política nacional se agrava e acentua o seu grau de imprevisibilidade.

Numa espécie de contra face dessa situação, a dispersão das oposições continua a desafiar o bom senso e o descortino tático das forças partidárias e sociais mais atuantes e consequentes.

 

Luciano Siqueira é médico e foi vice-prefeito de Recife

Textos Relacionados
Deixe seu recado