Notícia

CEV encontra documento da ditadura que censurou artistas na Bahia

7 abril, 2015

Um documento que revela a censura na realização de shows de música no período da ditadura militar (1964-1985) na Bahia foi localizado pela Comissão Estadual da Verdade (CEV-BA). No período, era comum os órgãos de segurança enviarem agentes para assistirem aos shows de compositores, considerados ‘subversivos’, e depois fazer um relatório.
Uma das censuras foi feita a Chico Buarque de Holanda e Caetano Veloso, no show ‘Encontro’, apresentado no Teatro Castro Alves (TCA), em novembro de 1972. No ofício intitulado ‘Informação’, o inspetor Eduardo Henrique de Almeida encaminha ao superintendente regional do Departamento de Polícia Federal as informações sobre o show de Chico e Caetano.
O relatório, fornecido pelo coronel Juarez, da Aeronáutica, dizia “que presenciou durante a referida apresentação cenas que feriam a moral das famílias ali presentes, bem como atitudes do Sr. Caetano Veloso que de certa forma indispôs (sic) o público contra as autoridades presentes”.
O ofício foi localizado no Arquivo Nacional, no Rio de Janeiro, pela Comissão Estadual da Verdade e consta no primeiro relatório parcial da CEV-BA  entregue ao então governador Jaques Wagner, em dezembro de 2014.
 
Colaborou Secom-Ba
 

PCdoB - Partido Comunista do Brasil - Todos os direitos reservados