PCdoB-BA lamenta a morte de Professora Clarice, vítima da covid-19

 

É com profundo pesar que o Comitê Estadual do PCdoB informa a morte de Clarice Pereira dos Santos, mais conhecida como Professora Clarice, na noite da última segunda-feira (22/06), em Salvador. Profissional das redes municipal e estadual de ensino, ela tinha 58 anos e é mais uma vítima da covid-19.

Nascida na região do Nordeste de Amaralina, Professora Clarice era identificada com as lutas em defesa do bairro, um dos mais carentes da capital baiana. Além disso, ela também militava em defesa da educação, sendo diretora da APLB, e no combate ao racismo, na Unegro.

Ingressou nas fileiras do PCdoB no ano de 1982 – por conta da clandestinidade, atuava no PMDB, uma espécie de guarda-chuva da oposição democrática à ditadura militar. No partido, foi três vezes candidata a vereadora de Salvador e se preparava para disputar as eleições deste ano.

Professora Clarice era muito querida pelos camaradas de militância. Após a notícia da morte, as redes sociais foram tomadas por homenagens a ela, que destacavam, principalmente, a sua determinação e simpatia.

O PCdoB lamenta profundamente essa perda precoce, solidariza-se com familiares e amigos e exalta a valorosa contribuição dada pela Professora Clarice à luta pela construção de uma sociedade sem racismo e com inclusão social.

Clarice, presente!

Textos Relacionados
Deixe seu recado