Salvador resiste e não divulga lista de remuneração dos conselheiros

Um vereador de Salvador cobrou da prefeitura, na última segunda-feira (11/02), a lista de conselheiros municipais que recebem jetons, uma remuneração por participação nos conselhos, que segue guardada em sigilo, apesar de diversos pedidos de publicação. Para o vereador José Trindade (Podemos), a prefeitura de Salvador “não é transparente e continua com práticas da velha política”.

Em uma matéria publicada no site Bahia Notícias, o vereador revelou que recebeu intimação do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) informando que a Procuradoria-Geral do Município (PGM) apresentou um recurso especial para impedir a divulgação da composição dos conselhos municipais, a remuneração dos conselheiros e para que outras informações sejam reveladas publicamente.

Ainda segundo a publicação, um recurso da prefeitura da capital baiana foi interposto contra um Mandado de Segurança obtido em junho do ano passado pelo vereador e que determinava a publicização das informações sobre o pagamento de jetons a conselheiros municipais.

“É um absurdo que, enquanto as pessoas passam fome e vivem a falta de oportunidades na capital do desemprego, tenha gente embolsando todo esse dinheiro para muitas vezes não fazer nada além da atribuição que seu cargo já tem”, disse Trindade ao site.

Neste ano, o Bahia Notícias mostrou que, em 2018, os secretários do prefeito ACM Neto (DEM) ganharam quase R$ 1 milhão.

Textos Relacionados
Deixe seu recado