Aladilce: Interesse do prefeito é só beneficiar empresários de ônibus 

A vereadora Aladilce Souza (PCdoB) criticou a aprovação, na Câmara Municipal de Salvador (CMS), da isenção de ISS (Imposto Sobre Serviços) aos empresários de ônibus, que aconteceu na última quarta-feira (07/08). A proposta, defendida pelo prefeito ACM Neto, prevê uma renúncia fiscal no valor de R$ 27 milhões anuais. 

Nos debates sobre a pauta, a oposição defendeu que houvesse uma contrapartida para a população, com o benefício para os empresários. “Apresentamos cinco emendas, exigindo tarifa social para estudantes, idosos, trabalhadores desempregados e famílias pobres. Todas elas foram rejeitadas. Isso mostra que o interesse do prefeito era apenas beneficiar os empresários de ônibus, sem se preocupar com a população”, afirmou Aladilce. 

Além de Aladilce, também votaram contra o projeto os vereadores Sílvio Humberto (PSB), Marta Rodrigues (PT) e Marcos Mendes (PSOL). Após o final da votação, diversos cards circularam nas redes sociais afirmando que os quatro vereadores que votaram contra o projeto do prefeito ACM Neto defendiam o aumento da passagem para R$ 4,12.  

Um militante da Juventude do DEM, chamado Bruno Alves, foi identificado ao postar em sua página no Facebook informações inverídicas contra os vereadores. A vereadora Aladilce, um dos alvos das fake news, ressaltou que o projeto em votação não previa aumento da tarifa, mas sim isenção aos empresários de ônibus. 

Em relação aos ataques que vem sofrendo nas redes sociais, Aladilce afirmou que já acionou suas advogadas para definir que medidas tomar. 

 

Colaborou Ascom/Aladilce 

Textos Relacionados
Deixe seu recado