Davidson Magalhães: PCdoB dá a volta por cima com incorporação do PPL

O presidente estadual do PCdoB, Davidson Magalhães, esteve junto à delegação baiana que participou, no último domingo (17/03), em São Paulo (SP), do Congresso Extraordinário do Partido, que selou a incorporação do Partido Pátria Livre (PPL). Para Davidson, o encontro demonstrou que a incorporação do PPL, que se dá em um período difícil da política nacional, trouxe um ‘salto qualitativo importantíssimo’ para o Partido Comunista.

“Em um momento de dificuldades para o Brasil, quando a extrema-direita assume o governo central do país, implementa uma agenda ultraliberal de um retrocesso enorme para as conquistas sociais, o PCdoB dá uma volta por cima do não cumprimento da cláusula de barreira. [O partido] Resolve esse problema e soma um núcleo revolucionário importantíssimo desses agora camaradas do MR-8, que vêm reforçar a base política revolucionária e socialista do PCdoB”, afirmou o presidente.

O MR-8 a que Davidson Magalhães se refere é o Movimento Revolucionário Oito de Outubro, que atuou destacadamente na luta contra a ditadura militar (1964-1985). O PPL possui, entre os quadros, lideranças do MR-8, que, com a incorporação, passam a integrar a militância comunista. “É um reforço da nossa militância a vinda de um conjunto de revolucionários e patriotas do antigo MR-8, que possui uma tradição política grande”, concluiu o presidente do PCdoB-BA.

No Congresso, foi aprovada a ampliação do Comitê Central, que passa a contar com 170 membros, e da Comissão Política Nacional, agora composta por 41 integrantes. O Comitê Central recém-eleito reuniu-se, na ocasião, para eleger os novos integrantes da Comissão Política Nacional, assim como da nova Comissão Executiva Nacional, da qual passou a fazer parte, como um dos dois vice-presidentes, Sérgio Rubens, que até este domingo presidia o PPL.

Textos Relacionados
Deixe seu recado