Estudante é vítima de feminicídio em Cachoeira; SPM acompanha caso

Uma estudante universitária quilombola foi morta a tiros, na última quarta-feira (27/11), em Cachoeira, no Recôncavo da Bahia, e a suspeita da polícia é que se trata de mais um caso de feminicídio. Elitânia de Souza da Hora, 25 anos, foi morta pelo ex-namorado, que não aceitava o fim do relacionamento, segundo as investigações preliminares.

A vítima cursava o sétimo semestre do curso de Serviço Social da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e também integrava movimentos quilombolas. O ex-namorado ainda é procurado pela polícia.

A secretária estadual de Políticas para as Mulheres do Governo do estado, Julieta Palmeira, informou que a pasta está monitorando a apuração do caso para exigir o cumprimento da lei.

“Precisamos unir governo e sociedade nesse desafio de enfrentar o machismo e a masculinidade tóxica que tem afetado a vida das mulheres quando não lhes subtrai a vida pelo feminicídio”, afirmou a secretária Julieta Palmeira.

Textos Relacionados
Deixe seu recado