Grande Conferência elege o novo Comitê Estadual do PCdoB

 

O PCdoB da Bahia realizou, neste sábado (23), em Salvador, a Conferência Estadual, que reuniu a militância comunista de todo o estado para debater questões da vida partidária, em especial, o projeto eleitoral de 2020. Na ocasião, também foi eleito o novo Comitê Estadual (biênio 2020/21) e definido o novo presidente estadual do partido.

Por escolha do novo Comitê Estadual, logo após a eleição, o presidente Davidson Magalhães foi reconduzido ao cargo. Davidson agradeceu aos militantes pela intensa mobilização nos municípios, o que deu amplitude à Conferência e garantiu ainda mais disposição ao Partido para construir a resistência ao bolsonarismo.

“O nosso partido sai daqui mais forte para cumprir o nosso projeto eleitoral vitorioso de 2020 e construir um partido cada vez mais sólido, funcionando, e vivo em cada um dos municípios, dirigindo essa luta contra a pauta regressiva no nosso país”, afirmou Davidson Magalhães, presidente reeleito do PCdoB-BA.

O processo de realização da Conferência Estadual mobilizou, ao todo, 232 municípios – 32 a mais do que a meta inicial, que era de 200 – e cerca de 9 mil filiados – 11 mil pessoas se considerados os não-filiados. No encontro deste sábado, participaram cerca de 450 delegados e delegadas, representantes dos comitês municipais.

Luta democrática

A Conferência do PCdoB-BA deste ano, cujo mote foi ‘Defender a democracia – vitória eleitoral em 2020’, recebeu Renato Rabelo, ex-presidente nacional do partido e presidente da Fundação Maurício Grabois (FMG). Na oportunidade, ele traçou um perfil do atual cenário político no mundo, na América Latina e, em especial, no Brasil, e apontou direções para a luta democrática.

Para Renato, o caminho é a unidade. “Temos que compor e unir uma frente pela democracia. A luta democrática pode unir diversas forças, pois é essa luta que está no centro”, disse. A deputada federal Alice Portugal concordou com a defesa feita por Renato e afirmou que o PCdoB ‘aprendeu a radicalizar ampliando’.

“Não queremos o isolamento. Queremos manter alta a nossa bandeira, com seus símbolos, mas queremos, também, uma ampla frente, para derrotar esses que usurparam o poder”, defendeu Alice.

Eleições 2020

A conjuntura política adversa, com regras mais duras e com o governo Bolsonaro, por exemplo, não pode ser, no entanto, um empecilho à construção de projetos eleitorais do PCdoB nos municípios baianos, na opinião do deputado federal Daniel Almeida. Para ele, é possível conciliar a unidade da luta democrática com o protagonismo comunista nas eleições municipais.

“Nós temos o desafio de chegar em cada lugar, de apresentar nossas candidaturas em cada município. Não pode haver desculpa, diante dessa conjuntura, para apresentar candidato a vereador e candidato a prefeito em todos os lugares que for possível”, afirmou Daniel, que também é líder da bancada comunista na Câmara dos Deputados.

Para 2020, o PCdoB já tem definidas diversas pré-candidaturas a prefeito/prefeita, que foram aprovadas nas conferências municipais, inclusive em grandes cidades, como Salvador, Juazeiro, Itabuna, Ilhéus e Vitória da Conquista. A pré-candidata a prefeita da capital, a deputada estadual Olívia Santana, esteve no encontro e garantiu que está pronta para o desafio de conduzir o projeto comunista.

“Estamos aqui para o que der e vier, [inclusive] para disputar a prefeitura. Vamos sair de 2020 ainda mais fortes do que entramos. Se eles querem briga, nós temos o melhor: o povo brasileiro”, disse Olívia.

Novo CE

O novo Comitê Estadual eleito tem 106 nomes e foi formado a partir de esforços para a garantia de mais diversidade e mais regionalização. Foi ampliada a presença de mulheres, indígenas, LGBTs e regiões do estado, por exemplo.

Clique aqui para ver a lista dos integrantes do novo Comitê Estadual.

Textos Relacionados
Deixe seu recado