PCdoB Salvador define ações de mobilização para a greve geral

 

Reunidos em assembleia na noite desta terça-feira (4), no Sindicato dos Comerciários de Salvador, dirigentes do PCdoB Municipal e militantes comunistas deliberaram sobre as ações de convocação e mobilização para a greve geral que será realizada dia 14/6. Entre as ações estão panfletagem em diversos bairros e estações de transportes da cidade, carro de som e visita a locais de trabalho para desvendar a farsa que está por trás do discurso da reforma da Previdência.

O presidente do comitê municipal, Everaldo Augusto, criticou o modelo apresentado. “O que está sendo proposto não é reforma, é o fim da aposentadoria e da previdência pública, que é o maior programa de transferência de renda do país. Não vamos deixar isso acontecer.”

E falou da participação do partido. “Estamos aqui para construir uma agenda unificada e uma agenda própria que coloque a força do PCdoB neste importante momento político do país. A sociedade já começou a dar respostas. Apoiou os estudantes, a juventude, e foi para as ruas. Agora é a vez dos trabalhadores irem para o centro da cena política com nossa própria forma de fazer política, que é a greve.”, completou

A paralisação do dia 14 foi construída a partir do protesto do Dia Nacional de Luta em Defesa da Previdência, de 22 de março, dos atos do Dia dos Trabalhadores e das manifestações em defesa da educação, realizadas nos dias 15 e 30 de maio, que ficaram conhecidas como “jornada de maio” e “maio da resistência”. É uma resposta aos ataques à democracia, ao direito a aposentadoria pública e social e aos cortes nas verbas das universidades e institutos federais de educação promovidos pelo atual presidente.

Para a vice-presidente, vereadora Aladilce Souza, o momento é decisivo.  “Estamos vivendo momentos críticos, de luta de classe aguda, precisamos estar nos locais certos, nos momentos certos, porque as coisas não acontecem por acaso, espontaneamente, a partir da inércia. E o partido precisa estar preparado e se planejar para tudo.”

Presente na atividade, Aurino Pedreira, da CTB-Bahia, falou da necessidade de mobilização dos trabalhadores para garantir o sucesso da greve. “A melhor foto será com ruas vazias, sem produção, sem trabalho.”,

Entre as categorias que já confirmaram cruzar os braços estão: metalúrgicos, profissionais da construção civil; professores; bancários; trabalhadores da saúde; entre outros.

 

Confira as atividades que estão programadas para acontecer nos próximos dias:

Dia 6/6                                                                 

Seminário Reestruturação Produtiva e os Novos Desafios do Mundo do Trabalho

Local: Setre – Assembleia Legislativa da Bahia – CAB

Horário: 8h30

 

Dia 6/6

Lançamento da Frente Bahia em Defesa da Previdência Social e Pública

Local: Assembleia Legislativa da Bahia – CAB

Horário: 14h

 

Dia 7/6

Encontro Sindical Estadual do PCdoB

Local: Hotel Sol Barra – Av. Sete de Setembro, 3577 – Barra

Horário: 9h

 

Dia 8/6 

Plenária Sindical e Popular Rumo a Greve Geral

Local: Sinpojud – Rua Francisco Ferraro, 47, Nazaré

Horário: 9h

 

Do PCdoB-Salvador

Textos Relacionados
Deixe seu recado